terça-feira, 15 de maio de 2012

o contador de histórias (politicamente incorretas)


então ela gritou ao cadeirante:
 - run, forrest, run.

.: marcio markendorf

Nenhum comentário: